Casa organizada em poucos passos

O tempo está cada vez mais escasso, e a cada dia acumulamos mais e mais atividades e responsabilidade. Cada momento é precioso e cada minuto deve ser aproveitado totalmente, seja trabalhando, estudando, fazendo aquele curso que tanto sonhou ou curtindo a família e os amigos e ainda reservar um tempinho para cuidar da casa. Como organizar e equilibrar todas as tarefas sem enlouquecer?

O primeiro passo é listar todas as atividades que você realmente precisa fazer e refletir sobre o tempo perdido quando tudo está fora do lugar, quando não encontra as chaves do carro ou de casa, quando esquece de pagar a conta por não saber onde ela estava, quando não acha o acessório adequado para a roupa que escolheu, como o brinco ou a gravata da sorte – e assim por diante. Pense nisso. Isso tudo pode fazer você sair atrasado e perder ainda mais tempo no trânsito. Se fizer a reflexão vai perceber que você pode ser ajudar e evitar algumas situações estressantes do dia a dia.

Para ajudar você a ganhar mais tempo, dedique parte dele para organizar os itens da sua casa e facilitar a rotina.

O que jogar e o que guardar?
 
O primeiro passo é abrir espaço para a organização, ou seja, decidir o que fica e o que vai embora liberar espaço dentro de casa dando a sensação de leveza. Pratique e aprenda a desapegar das coisas. A dica é fazer de conta que está de mudança. Antes de guardar qualquer coisa se pergunte:
– Você ou algum morador da casa usou esse objeto durante o ano?
– Você ou algum morador da casa gosta desse objeto?
– O objeto tem alguma utilidade ou será útil nos próximos meses?
– Manter o objeto é mais importante do que ganhar o espaço que ele ocupa?
– Se estiver quebrado, vale a pena ser consertado?
– Se for um papel, você quer ou precisa realmente dele?
– O papel deve ser guardado por algum motivo legal/jurídico?
– Esse papel tem informação recente e que merece ser lida?

Se você tiver pelo menos um “não” como resposta, livre-se desse objeto ou papel. Faça isso em cada um dos cômodos da casa, observando a decoração e o que está em armários, prateleiras, estantes, gavetas – de utensílios de cozinha a roupas e acessórios. Separe o que será descartado em sacolas ou caixas para doar, reciclar, jogar fora, consertar ou vender.

O que fazer com o que ficou?
 
Agora é hora de colocar a mão na massa e partir para a organização em si. Avalie o espaço e veja quanto coisa conseguiu se desfazer e desfrute da sensação de liberdade e leveza. Sim espaços livres dão a sensação de liberdade porque além de conseguir visualizar tudo o que tem, consegue circular com facilidade. Comemore a sensação de vitória de conseguir praticar o desapego e ter controle sobre que fica e o que sai da sua casa. Agora concentre-se em encontrar um lugar para cada item que ficou – de acordo com sua utilidade e função.
– Não pense onde você vai guardar o objeto, mas sim onde você poderá encontrá-lo com mais facilidade.
– Para cada objeto, verifique a frequência de uso e qual a finalidade dele.
– Ao ter certeza da função do objeto, verifique se ele pode ficar guardado ou se deve ficar acessível.
– Tenha certeza de que o objeto está na gaveta, prateleira, armário e/ou no cômodo ideal da casa.
– Caixas transparentes ou de papelão, cestas, pastas, sacolas, potes e latas com tampas podem ser grandes aliados na organização, desde que você guarde itens similares em cada um dos recipientes.
– Utilize adesivos ou rótulos. Eles ajudam e muito na identificação de determinados itens, principalmente papéis importantes.

Mantenha as coisas organizadas

Um dos principais desafios é manter tudo em ordem e cada coisa em seu lugar. É importante manter a disciplina, a persistência e a disposição para a organização se mantenha. Após um período verá que os ganhos serão muitos maiores e dificilmente voltará ao padrão da desordem. Aprender a dispensar os excessos é um exercício diário e constante, assim como recolher o que foi usado ou espalhado pelos cômodos da casa diariamente.
– Ao sair de um cômodo, verifique se há alguma coisa fora do lugar ou se os objetos pertencem a esses cômodos. Guarde ou devolva o item ao local correto e feche portas e gavetas.
– Diariamente – pela manhã ou à noite – percorra todos os cômodos da casa com uma caixa ou sacola e recolha tudo o que estiver espalhado e devolva cada item ao seu devido lugar.
– Facilite sua rotina com atitudes simples: se quebrou, mande consertar; se emprestou, devolva; se tirou a roupa do cabide, volte a pendurá-la; se abriu, feche; se tirou do lugar, guarde.
– Semanalmente, verifique se há lâmpadas queimadas, quadros fora do lugar ou a serem pendurados, vazamentos e outros reparos domésticos e providencie os ajustes e consertos com urgência.
– Faça listas de coisas a serem lembradas e coisas a serem feitas. Você pode criar categorias ou temas e manter a lista com você ou num lugar visível da casa.

Não deixe para amanhã o que pode ser feito hoje. Espante a preguiça e coloque a sua casa em ordem e você perceberá que poderá gerenciar melhor a sua vida com a economia de tempo e o espaço necessário para desfrutar a vida com mais leveza e alegria.

Roselane Menezes – Personal Organizer formada pela OZ! Sistemas de Organização, filiada a ANPOP (Associação Nacional de Profissionais de Organização e Produtividade), consultora doméstica, palestrante, mãe, dona de casa, estudiosa e pesquisadora sobre harmonização de ambientes, organização e limpeza. Oferece serviços de Consultoria em organização para residências e espaços comerciais. Consultoria e gerenciamento de mudanças e treinamento de empregadas.

Gostou das dicas mande um e-mail (roselanemenezes@hotmail.com) para nós com seus comentários e sugestões. Quer uma dica de organização sobre um tema especifico? Compartilhe conosco que ajudaremos você a se organizar.

Leave a Reply

Your email address will not be published.